A ARTE DE SER ESPONTÂNEO

A espontaneidade é uma habilidade fundamental no desenvolvimento e na manutenção de relacionamentos.

Espontaneidade é a habilidade de falar sem se julgar. É dizer o que pensa e o que acredita que é certo, o que não significa dizer coisas inadequadas ou que possam magoar terceiros. Pode-se dizer que a espontaneidade é uma habilidade fundamental no desenvolvimento e na manutenção de relacionamentos, pois é uma forma de demonstrar que você está disponível e interessado no que acontece com a outra pessoa, e isso transmite confiança. 
 
As pessoas que sabem utilizar a espontaneidade de forma positiva são vistas como divertidas, confiáveis, criativas e simpáticas. Essa é uma característica forte das pessoas que deixam uma marca pode onde passam.

A ARTE DE SER ESPONTÂNEO - SILAS NEVES
Pode-se dizer que a espontaneidade é uma característica das crianças, que sempre falam o que pensam, sem medo de julgamentos e sem tabus. Logo, um indivíduo espontâneo é aquele que carregou consigo este traço incrível.

Entretanto, algo interessante sobre a espontaneidade é que ela envolve ser sincero consigo sobre o que se está sentindo e pensando. E isso normalmente é uma excelente forma de convidar a pessoa para discutir o que está acontecendo no relacionamento.

Exemplos:

"Eu sei que você nunca fica com raiva, mas eu sinto que está com raiva de mim.” - ou: “Percebi que você não olhou para mim durante toda a conversa, parece que não quer que eu me aproxime muito de você”. 
 
As pessoas respondem à comunicação espontânea mais favoravelmente do que a qualquer outra forma de comunicação. Logo, aprender a usar a espontaneidade gera um efeito enorme na qualidade de nossos relacionamentos e favorece para que as pessoas respondam positivamente a nós. 
 
Quando somos espontâneos, as pessoas se sentem mais à vontade para se abrirem e serem honestas conosco, e isso nos ajuda a entender melhor os problemas e então resolvê-los. Além disso, as pessoas se sentem mais confortáveis consigo e se sentem mais motivadas perto de pessoas espontâneas. 
 
A resposta das pessoas à espontaneidade varia muito. Em alguns lugares, a espontaneidade é algo amigável e apropriado, em outros é visto como algo familiar e íntimo. Algumas pessoas veem isso como uma forma amistosa de conversar e outras podem ver como um convite romantico. E também há aquelas que consideram isso intimidante e desafiador, uma vez que a espontaneidade prolonga e encoraja uma comunicação mais profunda. 
 
Para desenvolver a espontaneidade, concentre-se em manter postura corporal aberta, ter proximidade física (sem exageros), de forma a demonstrar que está engajado e interessado na outra pessoa com o corpo. Além disso, é importante demonstrar que está ouvindo e entendendo o que a outra parte diz. 
 
E então, é claro, ser honesto consigo mesmo e oferecer a sua visão do que está vendo e percebendo. Demonstre que está atento ao que está acontecendo. 
 
Veja algumas frases espontâneas: 
 
“Vi que você está muito pensativo hoje. Aconteceu algo?” 

“Você cortou o seu cabelo?” 

“Você está com cara de cansado” 

Lembre-se de não programar o que irá falar, apenas observe e diga o que está observando. Além disso, tente também evitar falas planejadas,, desviar o olhar da pessoa com quem está falando e ou ficar com o corpo tenso.

Quer ganhar 3 aulas de PNL?