O MAPA NÃO É O TERRITÓRIO

Você sabe o que essa frase "O mapa não é o território" quer dizer?

Imagine que você vai se aventurar em um acampamento e está com o mapa da floresta em suas mãos. Esse mapa mostra onde estão os rios, as montanhas, as cachoeiras, as rochas e os morros.

Você até consegue se guiar com esse mapa, porém, a verdade, é que por mais realista que ele pareça, o mapa ainda é apenas uma réplica imperfeita. Ele não é a floresta, é apenas uma representação da floresta.

O mapa não é o território - Silas Neves
E se você pegar o mapa e começar a andar pela floresta, você vai notar diferenças. Vai encontrar coisas que não estavam no mapa, desde árvores caídas, alterações na largura do rio, trechos inacessíveis ou até mesmo animais.

Em outras palavras: O mapa não é território

Porém, quando olhamos para a PNL, nós entendemos que o nosso cérebro é como uma máquina de criar mapas.

E então nós criamos mapas das pessoas, dos lugares, dos comportamentos, das situações e de tudo o que vemos, sentimos ou ouvimos. Essa é a forma como experimentamos a realidade.

Para identificar um mapa seu, basta responder essa pergunta: O que você sente ao passar por uma rua escura?

Há quem sinta medo de ser assaltado e há quem se lembre de quando era criança e teve um apagão enquanto brincava na rua com seus amigos.

A rua é a mesma, mas cada resposta é um mapa diferente do mesmo território.

E o tempo todo nós estamos criando mapas, fazemos isso desde quando nascemos. É assim que criamos nossa visão de mundo.

Ou seja, os mapas criam os nossos valores, como “respeitar o próximo” ou “passar por cima dos outros”. Também criam as nossas crenças, tanto espirituais quanto crenças do que podemos ou não podemos.

E além disso, os mapas criam a nossa identidade. Ou seja: Aquilo que acreditamos que somos. E é por isso que algumas pessoas acreditam que são fracassadas, outras que têm um futuro brilhante.

Tudo isso são apenas representações. E é aqui que entra novamente a frase: O mapa não é o território.

Ou seja: Toda a nossa visão de mundo, não é como o mundo realmente é. É como acreditamos que ele é.

Para entender isso melhor, é necessário sabermos que o nosso cérebro recebe 2.000.000 (dois milhões) de bits de informação por segundo, porém, ele processa conscientemente somente 124 (cento e vinte e quatro) desses bits. Uma fração muitíssimo pequena.

E isso acontece porque o cérebro tem 3 (três) filtros que selecionam as informações que ele vai processar conscientemente.

Para entender o primeiro filtro, eu quero que você faça uma pausa e feche os olhos. E com os olhos fechados, quero que você se lembre de tudo de vermelho que tem no local onde você está.

Depois que fizer isso, abra os olhos novamente e olhe ao redor.

É provável que quando você abrir olhos você perceba que existem muito mais cores vermelhas do que as que você lembrou. E esse é o primeiro filtro: Exclusão.

Ou seja, nosso cérebro exclui automaticamente parte das informações que recebemos. E isso faz com que nossos mapas sejam incompletos e imperfeitos.

Já o segundo filtro é a Generalização. Talvez você se lembre de alguém que disse coisas como: ”Todo homem trai” ou “Toda loira é burra”. Em outras palavras, a pessoa pega uma única situação e generaliza, e ignora a existência tudo o que vai contra (como homens fiéis, ou loiras inteligentes, como a Marilyn Monroe, com 168 pontos de QI).

E o terceiro filtro é a distorção. Um ditado popular que representa isso é: “quem conta um conto, aumenta um ponto”. Ou então aquela brincadeira de telefone sem fio, onde mensagem inicial fica completamente distorcida no final, e até se transforma em outra.

E assim sendo, fica difícil confiar plenamente nos mapas que criamos. Até porque todos eles estão incompletos, generalizados e distorcidos.

Portanto, cabe uma reflexão: Se realmente queremos ser sábios, precisamos definitivamente ter menos certezas e estarmos mais abertos para mudarmos nossos mapas internos.

Até porque se você está em um grande desafio em qualquer área da sua vida, e você não consegue melhorar, de duas, uma:

Ou falta algo no seu mapa,

Ou ele está errado.

Quer ganhar 3 aulas de PNL?